domingo, 6 de novembro de 2011

Pesqueiro do Vitinho - 04/11


Perfeito!!!
Assim definiu a noite de sexta passada no Pesqueiro doVitinho.
Com uma bela lua no céu pra coroar o evento, o Hipnotize apresentou um repertório baseado nas músicas com uma pegada mais rock, incluindo algumas do nosso CD.
Foi muito bom voltar à cena da casa e ainda curtir com a galera um show com a vibe lá em cima.
Na sequencia algumas fotos da night.
Nos vemos por aí.
Rock On!!! 


Obrigado a todos os presentes!!

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Pesqueiro do Vitinho - sexta 04/11


Depois de um tempo sem fazer um som na casa, o Hipnotize volta pra mais uma noite de curtição no Pesqueiro do Vitinho.
Vai rolar na sexta-feira, dia 04 de novembro, a partir das 23h.
Quem quiser ouvir as músicas das bandas que fizeram as nossas influências, além de algumas músicas do nosso CD, é só chegar.
Ingressos antecipados no Pesqueiro do Vitinho.
A gente se vê por lá.
Abs!

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

2º Serra do Funil Festival


Para o alto e avante!!!!!
O hipnotize mais uma vez sobe a serra em Minas Gerais e faz presença no sábado, dia 08 de outubro, no 2º Serra do Funil Festival, em Rio Preto - MG.
Esta edição acontece no Parque da Água Amarela e conta com dois dias de evento pontilhados de atrações variadas.
Os estilos vão do rock ao pop, passando pela MPB e pelo velho e bom blues.
Quem for curtir o som, ainda leva de quebra toda a energia que a Serra Negra oferece aos que se aventuram a deixar a rotina de lado e encher os pulmões com o ar das Gerais.
Nos vemos por lá.

"Misty mountain mellow morning
Make all my days worth living
Misty mountain mellow morning
When it all begins"  (Misty Mountain - Blues Etílicos)

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Erga os Olhos


Há um tempo atrás, o Hipnotize participou do Projeto Turbo Rock do Produtor Fernando Caraça de São Paulo.
Nessa ocasião gravamos um clipe pra música Erga os Olhos que foi publicado na página do projeto.
Então... depois de algum tempo, consegui o arquivo do clipe e posto aqui pra galera no blog da banda.
Enjoy!!
Abs.

video

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Novas fotos

Novas fotos da banda estão disponíveis aqui.
Créditos para os nossos amigos Vandré Fraga, Thiago Drummond e Giovanni Nogueira.
Outras serão postadas em breve.
Abs.

domingo, 28 de agosto de 2011

Money Festival 2 - Segunda Fase Eliminatória


 No dia 17 de agosto, mais uma vez, o Hipnotize pegou a estrada e desceu pra Cidade Maravilhosa.

Indo pra segunda fase eliminatória do Money Festival 2011, saimos na tarde fumaçenta de quarta feira rumo à Lapa.
Formação diferente dessa vez, com nosso amigo Fabrício Munir substituindo o André na batera (que não pode estar na ocasião).
A van chegou, recolheu o povo da banda e mais o nosso amigo Giovanni Nogueira, o único, de todos os amigos que iriam, que pode ir efetivamente.
Tudo nos conformes, o som começou às 21h com a banda Sotaque do Mundo


Som muito maneiro dos caras. Misturando estilos, com uma percurssão bem marcante e com levadas seguras na pequena guitarra baiana (acho que era este o instrumento do cara), a banda mandou o recado e passou pra semi final.
Logo depois seria a vez da banda Vostok, mas os caras não apareceram, então, fomos nós pro palco.



Mais uma vez as coisas funcionaram muito bem, com a banda integrada e o Fabrício dando conta do recado de forma absolutamente profissional.
Mandamos Jump do Van Halen no começo, seguida de Meantime (nessa o microfone morreu no meio da música..rs) e Forte Clarão do nosso CD e fechamos com Breaking  all the Rules do Frampton.
A galera curtiu, nós também, mas os juízes acharam que não foi o suficiente pro Hipnotize seguir pra próxima fase. Uma pena, mas ficamos nessa eliminatória.
Segundo a opinião dos juízes, se tivéssemos tocado só músicas do nosso CD, teríamos passado pra semi-final, pois ganharíamos mais pontos no quesito originalidade.
Tudo bem... vivendo e aprendendo.
Na sequencia, foi a vez da banda The Outs of Outland.

Já conhecíamos o som dessa turma, já que eles estiveram na eliminatória passada junto conosco.
Mais uma vez a banda mandou bem e passou pra próxima etapa.

Depois, quebrando tudo, veio a banda Diavolos Aires.


Show muito poderoso! Como um cruzado direto no queixo, a banda detonou uma parede sonora de pura adrenalina. Não sei nem como classificar o som dos caras (se era black metal, dark, sei lá...), mas teve direito a baquetas quebradas, corda de baixo arrebentada e muito, muito volume e punch.
Passaram atropelando tudo pra próxima fase do evento.
Seguindo a esteira, foi a vez da banda Avalanche.

Com um som meio Rage Against the Machine, meio Soundgarden e com vocais em portugues, o quarteto assinou o passaporte pra próxima etapa. Destaque pra strato com HotRails na ponte que mandou uma avalanche de solos pra galera.
Fechando a night, foi a vez do povo da Rarefeito, banda lá de Macaé.



Som swingado, com boas marcações e rimas precisas no vocal. O guitarra parecia que ia decolar na Tagima "Flash Gordon" que ele debulhou com perfeição. A banda fez o povo pular, botou a galera pra cantar,mas mesmo assim não passou pra próxima.
No resumo, a fase foi definida por pontos de quesito, ficando a pontuação de cada banda muito próxima uma da outra.
É uma tarefa muito difícil definir padrões pra algo tão subjetivo quanto a música, mas em um festival com carater eliminatório, infelizmente alguém tem que ganhar e outros perdem.
Pra nós o ganho foi total!
Nada se compara a experiência de ter convivido, participado, ouvido e trocado idéias com todas as pessoas envolvidas no evento.
Mais uma pro currículo e na bagagem de vivências On TheRoad.
No final, saímos felizes, apesar da vontade de tocar mais uma vez no evento.
Obrigado a todos que torceram por nós. Obrigado à galera que foi lá nos ver e curtir conosco.
Nossos agradecimentos especiais ao amigo Fabrício, que possibilitou o som e à Secretaria de Cultura de Valença que disponibilizou a van.
Muito obrigado mesmo!
Vamos em frente!
RockOn!!!

 A galera na confraternização pré show.

 Muito obrigado aos amigosque foram nos apoiar e ao Giovanni pelas fotos e vídeos da noite.

 Eu (Marcelo Valença) com os juízes do festival: Esdras Bedai e Eduardo Pita . Entre eles o organizador do evento, o amigo Antonio Conciencia.

 Voltando na van, lá pelas 4 da matina, Fabrício num momento bruxa do leste do Mágico de Oz.

E os vídeos da noite


video
Hipnotize - Meantime e Forte Clarão

video
The Outs of the Outland

video
Diavolos Aires

video
Avalanche

video
Rarefeito

video
Antonio e os resultados da noite.

Valeu!

Retrospectiva rápida 2


Bem, com quase um mês de gap entre uma postagem e outra (o tempo anda curto), rola uma retrospectiva dos últimos shows e eventos.
No dia 02 de agosto tocamos na Plano B Music Hall, lá em Barra do Piraí.
Numa noite absolutamente gelada, nos padrões do inverno que não vemos mais por aqui, o som começou depois da 1 da matina.
Casa super maneira, muito bem transada e com tudo pra virar um dos melhores points da região.
Fizemos um som redondo, com as músicas novas funcionando bem pra gente e pro público que curtiu o show e cantou junto.
Tudo muito bem reguladinho graças à estrutura da casa que disponibilizou o PA e ao help do amigo DJ Raniere que não poupou atenção para a banda.
Saimos satisfeitos, deixando muito bem aberta a semana de shows na Plano B.


Na semana seguinte, no dia 12 de agosto, rolou o show na tradicional Festa da Glória, aqui em Valença.
Esse som foi fantástico!!!
Muito bom fazer o som alí, bem na frente da igreja, com a galera usando as escadarias como arquibancada.
Com uma vibe de fazer arrepiar os cabelos, a banda mandou o repertório mais curto, por conta dos outros shows da noite e deixou mais uma vez a marca e a contribuição pra nossa quermesse mor.
A data foi muito boa tb, pois juntava a festa e o dia dos pais logo no domingo, trazendo assim de volta pra city uma galera que a gente não via a muito tempo. Foi ótimo rever o povo e curtir a night com rock and roll.
Com a alma lavada, logo na semana seguinte estávamos a todo vapor para mais uma elimanatória do Money Festival, lá na Lapa.
É isso aí.
Pena que não tive como fotografar. Se descobrir quem tenha fotografado, posto depois aqui.
Abs.


terça-feira, 2 de agosto de 2011

Hipnotize na Plano B Music Hall


Na preparação para a Festa da Glória e com uma bela oportunidade de testar algumas músicas novas no repertório, o Hipnotize pega a estrada mais uma vez e vai a Barra do Piraí na noite de quinta feira, dia 04/08.
O espaço é o Plano B Music Hall, no posto Chalé, alí no Belvedere, antes de descer pra city.
Com a proposta de ser uma espaço de apresentações musicais constantes, a casa promete se consolidar como um dos points pra galera curtir um som maneiro.
O evento começa às 23h e vai ser um prazer encontrar todos por lá.
Para mais informações sobre os shows é só ligar: (24) 2444-7722.
Nos vemos.
Um grande abraço.

Fotos: Thiago Drumond, Vandré Fraga, Giovanni Nogueira

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Money Festival 2 - 5ª eliminatória



Fantástico!!!!
Esse é o adjetivo perfeito pra descrever o evento que fomos participar.
A 5ª eliminatória do Money Festival 2 aconteceu na quarta feira, dia 22/06, no segundo andar da Editora Multifoco, espaço bem legal em um antigo casarão da Lapa, no Rio de Janeiro.
O local divide tanto uma cafeteria no 1º andar, quanto um pequeno espaço para shows no 2º, dando um clima absolutamente intimista pro evento.


Com a galera das bandas participantes dessa fase eliminatória fazendo volume na casa, aguardamos o que seria um desfile de estilos e de sonoridades absolutamente ímpar.
As bandas dessa noite (foram 7) tiveram 20 minutos cada uma para apresentar suas músicas, tanto faz serem covers ou composições próprias, para a apreciação da galera presente e dos juizes do festival.
Os juizes, aliás, tiveram uma noite bem difícil, já que o nível de todas as bandas foi muito bom e só 3 das 7 participantes poderia passar pra próxima fase (indo uma quarta banda escolhida pra repescagem numa outra eliminatória).
A primeira da noite foi esta aí:
The Outs of Outland


Completamente british rock, os caras mandaram muito bem, com um som equalizadinho e sem muita firula, mas com uma pegada invejável, além dos trabalhos de vocal muito bem afinados.
O estilo dos caras me lembrou várias influências, entre Oasis, algo de Black Crowes, algo de White Stripes, Bowie, etc, nas músicas próprias que apresentaram e em um cover do Jet (acho que foi...rs... num lembro bem).
Quem quiser, pode conferir no endereço eletrônico dos caras.
Mandaram tão bem que foram classificados pra próxima fase do festival.
A segunda banda da noite foi a 909


Com um som pesado e cheio de tensão, o palco ficou pequeno (e já era pequeno mesmo) pra quantidade de atitude do vocalista.
Mandaram só composições próprias e deixaram uma sensação após a apresentação de que a platéia tinha acabado de sair da montanha russa.
Mas nessa noite não rolou e a banda não passou pra próxima fase.
A terceira da night foi a Tatubala


Muito maneira essa banda.
Cheia de presença, a galera mandou  muito bem, um som misturado de pisicodelia com rock and roll e irreverência.
Destaque pro guitarra e sua fender vermelha mandando belos solos e botando o povo que tava lá pra cantar o refrão de uma das músicas da banda. Só tocaram autorais e faturaram um lugar na próxima etapa do festival. Aqui o site oficial da banda.
Logo depois foi a vez da galera do Espírito Santo subir ao palco.
A Manfredines surpreendeu a todos com um som extremamente profissional, conseguindo equilibrar muito bem sua regulagem e apresentando uma sonoridade bem trabalhada com destaque para os vocais do camarada Jr Manfredo.


Por uma diferença pequena na pontuação dos quesitos avaliados, os músicos do ES ficaram pra repescagem da próxima eliminatória.
A quinta da noite fomos nós.
Com uma vontade danada e cheios de responsa pra poder mandar bem, já que todas as bandas até então haviam apresentado ótimos shows,  começamos com Meantime, indo depois para Everybody Wants to Rule the World do Tears for Fears, Erga os Olhos e fechando com Breaking all the Rules do Frampton.
Conseguimos uma bela pegada e a equalização que deu pra fazer alí, na hora.




O som funcionou bem, deixando boas considerações da galera que tava lá no evento e até pro povo que passava pela rua e perguntava quem tava tocando (palavras da organização...rs).
Pela coesão e pelo punch que o Hipnotize colocou na apresentação, passamos pra próxima fase.
A penúltima da noite foi a banda de metal Sastras.
Com uma apresentação impecável, nossos amigos do sul (a banda é de Porto Alegre) empolgaram a galera.
Com músicas muito bem trabalhadas, um visual clássico e solos fulminantemente rápidos tirados na ponta das palhetas, a banda fez um show de arrepiar.


Como eram 6 integrantes, o tecladista teve que ficar no chão, enquanto o povo se apertava no pequeno palco. Mas isso não foi nenhum impedimento pra execução das 3 próprias que o grupo tocou na noite.
Uma pena que, pelo entender dos juízes, questões técnicas não permitiram que a banda se classificasse.
Vale conferir o trabalho profissa dessa galera aqui e aqui também.
Fechando a noite (lá pela 1 da matina) foi a vez do power trio Digaragem de Recife.


Com um som pra lá de seguro, calcado na pegada firme do batera da banda, os caras apresentaram suas autorais e ainda um cover (Manguetown do CSNZ). Por muito pouco não passaram pra repescagem, ficando assim de fora da próxima fase do festival.
No final, ainda deu tempo de conversar com as outras bandas sobre os cenários musicais dos outros estados e trocar várias idéias.
Nós falamos da experiência que foi gravar e produzir nosso CD aqui em Valença e também da possibilidade de fazer um trabalho legal sem um custo muito alto, o que deixou o povo animado pra tocar seus próprios projetos pra frente.
Fica, enfim, nosso agradecimento mais profundo aos amigos de Valença que foram lá ver a gente e curtir o evento e a todos que torceram à distância.


Agradecimentos sem tamanho também à organização do evento e a todas as bandas que estiveram por lá e trocaram conosco suas vivências e sonoridades.
Muito obrigado!
Estamos na parada!!!!
RockOn!


segunda-feira, 20 de junho de 2011

Hipnotize na Band

video

Rolou no dia 15/06, bem cedinho, a matéria do programa Acontece Regional da TV Bandeirantes de Barra Mansa, com o Hipnotize.
O VT, misturando a entrevista que rolou, com a execução da nossa música Oásis, ficou bacana.
 Bem legal poder ter o registro do nosso som, com as montanhas da nossa região ao fundo e certificar que muita coisa boa acontece aqui na nossa city.
E muito mais ainda vai acontecer.
O programa disponibiliza o telefone e email de contato pra quem quiser sugerir que sua música tb seja apresentada lá. A banda pode dizer que a experiência vale muito a pena, e com certeza Valença tem talento de sobra pra muitas e muitas edições ainda.
Só não deu pra postar o vídeo com a qualidade 100%.
Sabe como é.... tive que gravar no vídeo-cassete (alguém lembra disso ainda?), com fita velha e tal..... e eu, Marcelo, nem consegui digitalizar a tal fita ainda.
Então, graças ao senso prático da minha amada que pegou a câmera digital e gravou da TV direto (eu devia ter pensado nisso...rs) o registro tá aí.
Enjoy!
Abs.

domingo, 19 de junho de 2011

Money Festival


O Hipnotize chega ao Rio de Janeiro nessa quarta Feira, 22/06, pra participar da edição 2011 do Money Festival.
O evento reune na Lapa, bandas de todas as partes do Estado, oferecendo premiação em grana (como o próprio nome sugestivo do festival diz), possibilidade de tocar fora do Brasil e contrato pra banda vencedora durante uma temporada na casa.
Com o coração cheio de esperança e numa pilha danada de botar pra quebrar na night do pré feriado, vamos tocar a primeira do nosso CD (Meantime) e o que mais o tempo permitir.
Esperamos trazer belas notícias de lá, além de aumentar ainda mais nossas experiências e percepções.
Let's hit the road!!!
Abs.



Acústico no Bar Bat Papo - 17/06

 

Noite fria de junho pra este som no Bar Bat Papo.
Casa cheia com direito a platéia de amigos, num ambiente pra lá de maneiro.

O bar merece um destaque, pelo capricho do pessoal da casa com os detalhes e serviços.
Pra nós foi uma noite atípica, já que faltava um integrante. O André, nosso batera, não pode ir, o que abriu a possibilidade de montar um set acústico meio que na emergência.
Ninguém da banda sabia exatamente como ia ser tocar nosso repertório numa versão sem bateria e com violões, mas no final, funcionou.
A galera curtiu tb, deixando a banda satisfeita com o resultado dessa experiência.
Ficou a pilha de montar um repertório realmente focado num projeto acústico, (mas com a batera junto, claro),  abrindo assim ainda mais o leque das possíveis sonoridades.
E vamos nessa!!!
Abs.