domingo, 28 de agosto de 2011

Money Festival 2 - Segunda Fase Eliminatória


 No dia 17 de agosto, mais uma vez, o Hipnotize pegou a estrada e desceu pra Cidade Maravilhosa.

Indo pra segunda fase eliminatória do Money Festival 2011, saimos na tarde fumaçenta de quarta feira rumo à Lapa.
Formação diferente dessa vez, com nosso amigo Fabrício Munir substituindo o André na batera (que não pode estar na ocasião).
A van chegou, recolheu o povo da banda e mais o nosso amigo Giovanni Nogueira, o único, de todos os amigos que iriam, que pode ir efetivamente.
Tudo nos conformes, o som começou às 21h com a banda Sotaque do Mundo


Som muito maneiro dos caras. Misturando estilos, com uma percurssão bem marcante e com levadas seguras na pequena guitarra baiana (acho que era este o instrumento do cara), a banda mandou o recado e passou pra semi final.
Logo depois seria a vez da banda Vostok, mas os caras não apareceram, então, fomos nós pro palco.



Mais uma vez as coisas funcionaram muito bem, com a banda integrada e o Fabrício dando conta do recado de forma absolutamente profissional.
Mandamos Jump do Van Halen no começo, seguida de Meantime (nessa o microfone morreu no meio da música..rs) e Forte Clarão do nosso CD e fechamos com Breaking  all the Rules do Frampton.
A galera curtiu, nós também, mas os juízes acharam que não foi o suficiente pro Hipnotize seguir pra próxima fase. Uma pena, mas ficamos nessa eliminatória.
Segundo a opinião dos juízes, se tivéssemos tocado só músicas do nosso CD, teríamos passado pra semi-final, pois ganharíamos mais pontos no quesito originalidade.
Tudo bem... vivendo e aprendendo.
Na sequencia, foi a vez da banda The Outs of Outland.

Já conhecíamos o som dessa turma, já que eles estiveram na eliminatória passada junto conosco.
Mais uma vez a banda mandou bem e passou pra próxima etapa.

Depois, quebrando tudo, veio a banda Diavolos Aires.


Show muito poderoso! Como um cruzado direto no queixo, a banda detonou uma parede sonora de pura adrenalina. Não sei nem como classificar o som dos caras (se era black metal, dark, sei lá...), mas teve direito a baquetas quebradas, corda de baixo arrebentada e muito, muito volume e punch.
Passaram atropelando tudo pra próxima fase do evento.
Seguindo a esteira, foi a vez da banda Avalanche.

Com um som meio Rage Against the Machine, meio Soundgarden e com vocais em portugues, o quarteto assinou o passaporte pra próxima etapa. Destaque pra strato com HotRails na ponte que mandou uma avalanche de solos pra galera.
Fechando a night, foi a vez do povo da Rarefeito, banda lá de Macaé.



Som swingado, com boas marcações e rimas precisas no vocal. O guitarra parecia que ia decolar na Tagima "Flash Gordon" que ele debulhou com perfeição. A banda fez o povo pular, botou a galera pra cantar,mas mesmo assim não passou pra próxima.
No resumo, a fase foi definida por pontos de quesito, ficando a pontuação de cada banda muito próxima uma da outra.
É uma tarefa muito difícil definir padrões pra algo tão subjetivo quanto a música, mas em um festival com carater eliminatório, infelizmente alguém tem que ganhar e outros perdem.
Pra nós o ganho foi total!
Nada se compara a experiência de ter convivido, participado, ouvido e trocado idéias com todas as pessoas envolvidas no evento.
Mais uma pro currículo e na bagagem de vivências On TheRoad.
No final, saímos felizes, apesar da vontade de tocar mais uma vez no evento.
Obrigado a todos que torceram por nós. Obrigado à galera que foi lá nos ver e curtir conosco.
Nossos agradecimentos especiais ao amigo Fabrício, que possibilitou o som e à Secretaria de Cultura de Valença que disponibilizou a van.
Muito obrigado mesmo!
Vamos em frente!
RockOn!!!

 A galera na confraternização pré show.

 Muito obrigado aos amigosque foram nos apoiar e ao Giovanni pelas fotos e vídeos da noite.

 Eu (Marcelo Valença) com os juízes do festival: Esdras Bedai e Eduardo Pita . Entre eles o organizador do evento, o amigo Antonio Conciencia.

 Voltando na van, lá pelas 4 da matina, Fabrício num momento bruxa do leste do Mágico de Oz.

E os vídeos da noite


video
Hipnotize - Meantime e Forte Clarão

video
The Outs of the Outland

video
Diavolos Aires

video
Avalanche

video
Rarefeito

video
Antonio e os resultados da noite.

Valeu!

3 comentários:

  1. Ficou um vazio... Muitas saudades desse fantástico fetival....

    ResponderExcluir
  2. Outros festivais virão, tão bons ou melhores que o Money. O importante é que o Hipnotize está em movimento e a experiência é impagável.... então vamos nessa!!!!

    ResponderExcluir